segunda-feira, 26 de maio de 2008

FERSTPHILOSOPHIE!

a filosofia sempre andou perto da política; prestou, penso eu, grandes serviços à res publica. A novidade da última hora é que ela anda servindo de bode para a corrupção. Parece que os envolvidos no escândalo de desvio de dinheiro público no Detran nutriam profundos amores pela nossa simpática senhora! Olha só o que declarou Lair Ferst, o amigo da Yeda, sobre as conversas dele e do seu companheiro de chopinho, Ariosto Culau, em entrevista para a Zero Hora.

ZH - O senhor quer dizer que foi coincidência ter telefonado para se encontrar com o secretário justamente naquela dia?

Ferst - Foi coincidência.

ZH - Por que o senhor telefonou? Era freqüente esse contato?

Ferst - Não, fazia muito tempo que a gente não se encontrava. Ariosto ficou meu amigo quando chegou ao Estado. Nos encontramos em festas no Litoral, falávamos de questões acadêmicas, ele gosta de filosofia. Ele é do PSDB. Eu era, hoje, estou afastado. A gente teve afinidade. Nunca conversamos nada sobre questões de governo.
*****
Nada sobre governo, tráfico de influência, dinheiro, essas bobagens...só filosofia. Desculpa Seu Ferst, mas não dá prá cair nessa!
***

Um comentário:

César xrmr disse...

Eis um grande candidato ao Troféu LdA - Laje do Ano.

Arquivo do blog